Digo, realmente estranhas. Extraordinárias.  Triunfo do dualismo: dois princípios o u realidades irredutíveis entre si. Vais te enrolan...

Estranhas transformações

Digo, realmente estranhas. Extraordinárias. 
Triunfo do dualismo: dois princípios ou realidades irredutíveis entre si. Vais te enrolando numa trama tão complexa que ja não se sabe o que faz e ocupa-se só de fazer!
Tudo parece apropriado também ao outro, que certamente vai gostar como tu, seja lá de que absurdo tu esta a pensar ou ver ou fazer.
Fome insustentável de saber todas as coisas - e improváveis coincidências - que ainda não sei e que supreendentemente existem! 
Ou querer que o tempo pare de correr mas que também, sem mais, corra mais rápido! 
Querer ir e querer ficar. Querer que fique e que vá embora. 
Pensar e não dizer, ainda que jamais dizer e não pensar. 
E finalmente -ainda que nao muito satisfeito- descobrir aquela coisa terrível e rastejante, cheia de tentáculos que superlota uma sala antes vazia na tua mente e põe em equilíbrio voltívolo o que era só alegrias. Sempre a sussurrar e a grudar em tudo! "A pior sensação do mundo", me disseram, sensação que tu conhece mas não quer a cura!
Por fim querer mais e quanto mais ter, mais querer. 
E mais.
Mais.

Um comentário:

  1. É bem isso ai que sinto
    coincidência.
    Bora conversar e descobrir outras XD

    ResponderExcluir