*** andava pela relva fresca do campo, as maos segurando a  barra do branco vestido de algodão. ela era assim, não tinha jeito, com os pés...

imutável

***
andava pela relva fresca do campo, as maos segurando a  barra do branco vestido de algodão.
ela era assim, não tinha jeito, com os pés nus lhe agradava pisar nas ameixas espalhadas ao redor da árvore.
amava ver se espalhar nas folhas e grudar embaixo dos seus pés, o sangue dos amantes.
***

Um comentário: