sobre o inferno: sim, ele me deixou em carne viva. foi como conhecer o inferno luxurioso, pedir todas as manhãs para ir embora, mas ao deixa...

tres escritos, do mesmo pensamento

sobre o inferno:
sim, ele me deixou em carne viva.
foi como conhecer o inferno luxurioso, pedir todas as manhãs para ir embora, mas ao deixa-lo eu só desejava retornar.
nao lamento. coisa nenhuma.
essa carne viva, exposta, me fez sentir todo o resto com mais força, mais profundidade.
agora que eu sabia O QUE era o amor, eu poderia amar.
nao poderia?
ainda assim, podia ouvir ao longe, o leve bater de asas coriáceas.

---
sobre a vida:
sinto que sou incapaz de seguir sem um norte.
sou incapaz de achar que a vida tenha algo a me oferecer ainda, incapaz de ser a mulher perfeita, incapaz de deixar de cometer os piores erros segundo o que me dizem ser correto.
eu nao tenho jeito.
poenitentiae...sentir dor por isso, ser castigada, de verdade, na minha carne, nos meus ossos.
uma luz de esperança diabolica surge em qualquer ofensa ante a minha comum insolencia, juro que é o momento, que vou pagar por tudo que fiz de bom e ruim, e nada acontece.

grande besteira. tudo. como sempre.

----
sobre o amor:
tudo o que eu entendi de toda a conversa foi que eu nao deveria sonhar, ou imaginar, ou planejar qualquer coisa.
mas ... alguem que ja passou por muitas coisas dolorosas como eu PRECISA sonhar e imaginar.
nao fazer isso, só me torna mais cética, mais amarga.

2 comentários:

  1. Você deve sonhar, Tifa. Imaginar, perde-se em devaneios. As coisas que fazemos só são erradas quando nós mesmos decidimos que são, e não apenas uma convenção social. Quero que você seja feliz, de um jeito ou de outro, que você chegue onde quer. Você não está errada. Provavelmente o mundo que está, como é de costume.

    ResponderExcluir
  2. n me de ouvidos nesse sentido.... Sonhar alimenta muitas coisas... eu q procuro manter meus pés no chão. Mas tu é livre para VIVER como achar melhor minha linda. >.< t quero bem sempre. xP

    ResponderExcluir