...e quando vem aos meus ensinamentos, iluminando a sala inteira, pouso meus olhos nos teus movimentos tranquilos feliz de ver por trás da ...

"és toda a luz...

...e quando vem aos meus ensinamentos, iluminando a sala inteira, pouso meus olhos nos teus movimentos tranquilos feliz de ver por trás da beleza um cerebro de incrível potencial.
No crepusculo dos meus noventa e tres anos, eu que nunca temi a morte, tenho agora vontade de caçoar dela, pois cultivo a eternidade do meu espírito em tudo aquilo que te transmito, em pequenas doses tão comedidas, e você sorri, rodeada de pequenos cálices vazios de licor.
Sei que daqui em diante não vivo muito mais, conquanto a cada dia renasço em ti."


terceiro caderno, junho do ano zero.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. tbm sinto falta de algumas coisas que ja foram...

    saudades moça. ***
    v.

    ResponderExcluir