E de uma forma tao estranha, meus olhos abrem, meu corpo se ergue da cama que lhe prendeu o sonho...e sinto as ligações desprenderem-se de m...

Spies

E de uma forma tao estranha, meus olhos abrem, meu corpo se ergue da cama que lhe prendeu o sonho...e sinto as ligações desprenderem-se de mim.

Corpos deixados embaixo d'agua.

Eles levantam de suas camas agora. um a um saem de seus lençóis preguiçosos para viverem, sonolentos e meio cegos seus atos tomarem a forma das consequências.
Espiões de um mundo que eu vejo com aquela clareza terrível de quem já desejou sair dele.

I awake to find no peace of mind....

2 comentários:

  1. todas as vezes que venho ler os teus posts dou uma olhada no "arquivo" do teu blog, e o que mais me preocupa (não seria bem uma preocupação), é perceber que esse foi o ano que tu mais escreveu...

    fico me perguntando se isso não seria um sinal..

    sobre o post, não sinto/vejo isso a anos.. e não sei se sou feliz por nao conseguir fazer isso mais.

    v.***

    ResponderExcluir
  2. As vezes venho aqui e leio algo que me faz pensar e me deixa com um vazio estranho. Mas ainda ei de ver tuas asas abertas, tifa. E feliz.

    ResponderExcluir