Me consumo como alguém que nao tem mesmo tempo. E nunca me arrependo. Esse consumir nao é nada de errado, nem perverso, nem fatal mas eu dou...

spiral of smoke

Me consumo como alguém que nao tem mesmo tempo.
E nunca me arrependo.
Esse consumir nao é nada de errado, nem perverso, nem fatal mas eu dou voltas espiraladas em torno de mim mesma como se eu fosse apenas fumaça.
No entanto, tudo o que eu sou é denso o suficiente para abraçar e tocar, e entender as pessoas mesmo que eu pareça vazia , e meu olhar vago e perdido.

e meu abraço de plástico.

As emoçoes que eu nao possuo, elas nao me ferem, mas ao passo que compreendo o que os humanos pensam e o por que, ainda assim sou desprovida do SENTIR.

As pessoas agora se parecem tanto, que fico assustada e troco de um para o outro olhares confusos, fecho os olhos e me deixo ser humana mais uma noite, mais um dia, mais uma noite...

E um circuito infinito se completa com meu coração ainda solitário, guardado bem quieto e frio num pequeno baú de madeira. Eu não ouso espiar lá dentro, nao ouso sentir o que ele sente.

Só sei que o que é bom é bom, e não precisa acabar, mesmo que eu esteja e não esteja nunca mais, como uma leve espiral de fumaça.

4 comentários:

  1. Tenho muitos sentimentos acerca da tua falta deles. às vezes acho que deveria fazer algo à respeito, mas a minha discrição diz que devo me manter longe de coisas que 'não entendo'. Minha loucura sempre me pergunta porque nunca ajo com o coração, já que o prezo tanto.
    O fato é que compreendo esse teu isolamento e talvez esteja criando um fluxograma bizarro sobre aceitá-lo - Algo no fundo da minha mente sempre diz "um passo de cada vez, um dia de cada vez, todo dia é uma vitória".
    Ou não.

    ResponderExcluir
  2. Sempre fico muito curiosa a respeito desse teu "não sentir", tão falado.
    Acho que passei por uma experiência de quase isso (?!), mas é bem o inverso de mim mesma, que sou completamente sentir. Essa experiência de que falo, foi um momento de muito "pensar, antes de agir" e isso consumiu muito com a minha parte sentir, a ponto de agora que passei por esse momento, eu acabar acreditando que perdi alguma parte de mim por aí... o.o' Não sei se isso é recuperável, nem sei se tu entende, e também nem sei bem por que comentei sobre isso. Mas talvez seja útil, nem que algum dia a gente ainda venha a conversar sobre isso. -__-"
    (desculpe-me pela confusão...)

    ResponderExcluir
  3. nesie... o que faz isso com a gente é a RAZAO, e quando alguem é SÓ isso... como eu me sinto... é normal perder partes por ai.... ha um texto que escrevi sobre isso em 2006... eu costumava sentir quando eu me matava aos poucos.
    é esse IR CONTRA o que se quer e PENSAR que vai nos matando.

    e Jess..talvez por isto eu busque cometer tantos crimes, eu penso demais...e luto contra isso.

    ResponderExcluir
  4. Ah, p.s.: Teu abraço não é de plástico, não. Muito pelo contrário, é bem fofinho ♥ ^^-

    ResponderExcluir