... geladas. "mãos bonitas voce tem" uma menina disse. Vim pra casa pensando nisso vagamente, olhando minha mao direita. Ví um ca...

minhas maos...

... geladas.
"mãos bonitas voce tem" uma menina disse.

Vim pra casa pensando nisso vagamente, olhando minha mao direita. Ví um casal se beijando fervorosamente, senti sede de beijo, mas beijo como aquele que eu vi, de arrancar os pedaços. de fazer parte de alguem.
Nunca tinha sentido isso assim. Nao é que eu sinta falta de amor, só sinto falta de carinho... de colo.
Voltei pras minhas maos geladas, pensei em como, fora o coração, tudo o mais deve ter pelo menos uns 30 graus dentro de mim; e imaginei se pudesse trespassar a pele do meu tórax e por as duas maos por dentro das minhas costelas, em um abraço fantasticamente intimo.

é... me sinto só, fria, e carente.
acumulo esses caminhos:
- voce tem cara de má
-voce nao tem cara de má
-voce tem as maos bonitas
-voce inveja beijos de casais aleatorios
-voce é dramatica
-voce é lenta
-voce se preocupa demais

10 comentários:

  1. Adoro imensamente teus textos, Sami.

    ResponderExcluir
  2. Leio sempre voce falando sobre ser carente, e penso que deveria fazer algo. Lembro d eum texto meu sobre o abraco que eu gosto de dar nas pessoas, que talvez o abraco que eu dou seja o que de mais verdadeiro eu tenho pra dar. Um pedaco de mim, so.
    Mas enfim, ainda pra mim e dificil, talvez te abracar como abracei naquela vez em que tu entrecortou as cortinas da loja e se jogou nos meus bracos, chorando, e meu coracao se jogou contra as costelas, relutante em ainda bater. Sempre acho que voce vai fugir se eu te abracar com meu corpo inteiro.
    Nao sei o que fazer com meu amor por voce. Se o jogo no chao e conto os passos que ainda pisarao meu coracao ferido ou se deixo assim, quieto, pra mim como o fiz ate agora. O fato e que esta aqui e sempre vai estar, pra mim.

    Talvez eu o deixe ao eco do acaso, e te abrace como sempre o fiz, com a minima intimidade amorosa com que sempre tentei te tratar. Talvez eu nao faca nada, porque o 'fazer' nao me e mais necessario, desde que voce esteja ao meu lado e ainda me ame...

    ResponderExcluir
  3. Uma vez eu comecei a seguir o seu blog e você bloqueou ele, deixando disponível somente para leitores convidados ou algo assim. Pode ter sido coincidência, mas pensei que tivesse algo a ver comigo. Fiquei sempre cuidando pra ver se você liberava o blog de novo, e, quando você fez isso, resolvi não arriscar tentando seguir de novo. Somente por isso faço perguntas no formspring e comentários de forma anônima. Se você prometer não me impedir de ler o blog, não me importo de dizer quem sou.

    ResponderExcluir
  4. eu bloqueei meu blog antes por motivos pessoais, que nao envolviam ninguem, só a mim.
    diga quem é, sem represálias.

    ResponderExcluir
  5. Ok, então talvez nem te lembres de mim e nem fosse nada comigo. Te sigo e te leio abertamente de agora em diante, e isso simplesmente porque, por algum motivo, me interessa muito o que tu escreve (o que de certa forma inclui o que tu responde às perguntas no formspring). Tem algo de poético, sincero e doloroso, uma liberdade dolorosa, que fascina a gente que lê.

    ResponderExcluir
  6. sami conquistando mais "seguidores/viciados" HUAhuahuahua.

    querida, suas maos são lindas, uma vez ja te disse isso ¬¬

    ainda acho que...
    "você não tem cara de má
    você tem as mãos bonitas
    você é dramatica
    você se preocupa de mais"

    bom, essa ultima nem comento, pois sei que tu pode ler meus pensamentos nesse instante atraves das minhas palavras.

    querida, te amo, mas não quero te sufocar com meu amor humano, então te dou espaço, se quiser falar com alguem ou comigo, vc sabe como me achar.

    bjos amore, estou contigo. ***

    ResponderExcluir
  7. v...ela nao é uma viciada.
    acho que nao.
    mariana: lembro sim, de ti.

    ResponderExcluir
  8. Tu não sabe o asco mór que eu tenho de artistas conceituais riscadores de superficies grandes. e não, ela ainda não teve a infelicidade de me ter como aluna. :D

    ps: n sabia que tu tinhas um blog, criatura. tão articulada e cativante.

    gosto...

    ResponderExcluir