"talking to myself getting washed by the rain it's such a cold cold town" eu sonho e sonho e recomeço eternamente, n...

novo e novo e novo amor


"talking to myself


getting washed by the rain

it's such a cold cold town"

eu sonho e sonho e recomeço eternamente, nao há como mudar isso em mim.
como poderia, se é tudo o que eu sou? quando eu planto sementes inexistentes de rosas por ai e espero elas cobrirem os campos infinitos dos meus pensamentos?

eu sou amor, amor e só, tempestade, tempestade sempre e sempre no silencio de mim.

nao há espaço para questionamentos, nem para qualquer tempo longe do meu delineador, ou do que eu seria se o céu nao ficasse cinza de vez em vez.

nao sou aquela que espera eternamente por alguem, por um vinho caro no fundo de um baú. Que o novo venha, dou conta sorve-lo até o fim.








0 estranhos olhares: