Que concepção de tempo sem nexo! "e anos se passaram" tanto tempo pra um Nada tao surreal. E a outra criança, eu nao o vejo eu nao...

e o fim veio, rapido em dois anos, como o começo.

Que concepção de tempo sem nexo! "e anos se passaram" tanto tempo pra um Nada tao surreal.
E a outra criança, eu nao o vejo eu nao o sinto mas ele esta ali. bem ali. do outro lado de um mundo inteiro de tecnologia e alguns milhares de quilômetros,

E entao "a casca dourada das horas" ...(como dizia aquele velho poeta que ja era velho quando minha mae era pequena e que eu tanto amava em um de seus poemas)...perde-se como poucos segundos.

muito pequena tambem eu descobri que promessas podem ser feitas e desfeitas como se alguem apenas respirasse, quanto mais em questão de horas.
"vive pra sempre" eu podia ter pedido a ele e mesmo que ele dissesse simplesmente "vivo" eu teria acreditado, e nao isso muda o fato de que ele morreria logo.

Eu SONHO demais.
e
Visito os sonhos dele (porque ele tambem sonhava demais) num lugar comum de Porto Alegre.

O que ele teria me dito agora? talvez que "desencanto" tambem significa "felicidade" de alguma forma absurda.

Peço ajuda às Musas (elas que viveram ao lado dele por toda uma vida) ... mesmo que eu saiba que se eu as desafiar posso perder meus olhos (estes olhos que nao tem cor definida, olhos estranhos) . Quero me encontrar mesmo que seja por aqui, novamente, escrevendo.

Porque eu me perdi, denovo, em um lugar imenso e repleto de coisas que soam como promessas, encontros, sonhos, pensamentos.
E nao é culpa de ninguem.
Nem mesmo minha.
Nao importa. Importa que eu quero um abraço.

Entao... o que será escrito aqui, nesse lugar indefinido, nao precisa ser entendido, nem mesmo lido até o final. é como um outro canto que ja foi meu, onde eu falo com o "eco" , e raramente ele responde. Eu escrevo em código, sim. Para mim basta que seus pensamentos corram livres a respeito de qualquer coisa quando o que estiver aqui, nesse lugar, for lido.



...

2 comentários:

  1. Odeio códigos, Samira.

    E adoro Monteiro Lobato. (Interna).

    Muito praça-da-alfandega-feira-do-livro-eu-tu-e-a-jess este meu comentário :*

    ResponderExcluir
  2. Ah, não se tem muito o que comentar quando se lê esse tipo de texto.

    :*

    ResponderExcluir